Daily Calendar

Seguidores

quinta-feira, 11 de dezembro de 2008

Mais uma história surreal por terras crioulas...

Ultimamente a criminalidade tem sido destaque nos jornais na televisão e rádio. Fala-se, comenta-se e critica-se que a Praia está cada vez mais insegura e que os famosos cassu u body estão a tornar-se mais rotineiros.

O episódio que vos conto a seguir, observado por uma amiga minha, pode explicar um pouco do porquê desse aumento tão notório....

"Estava à porta da empresa a tratar de um acidente que o meu colega tinha tido com o carro. No local, já se encontrava o agente da polícia que diga-se de passagem só recolheu os dados dos intervenientes, ficando o auto da ocorrência para elaborar ao outro dia!!!! De repente, do outro lado do passeio, aparece um rapaz, com uma arma em punho e, sem meias medidas assalta as primeiras pessoas que encontra. É de referir que estavamos numa rua movimentada.

De imediato, virei-me para o senhor agente e perguntei-lhe se não ia fazer nada. Resposta dada: "Não posso fazer duas coisas ao mesmo tempo". Não queria acreditar por isso insisti com o senhor. "Já fugiu, não vou atrás dele", disse.
Todas as pessoas que estavam à volta ficaram incrédulas com a atitude do tal agente da autoridade que infelizmente preferiu continuar a tratar (e mal) de um pequeno acidente de carro do que evitar que duas pessoas fossem roubadas".

Que comentário se pode fazer a uma situação destas?

3 comentários:

gicas disse...

Oh Margarida, isso nao é nada.
Mas nao percas a fé.Ela é sempre a última a morrer.

Margarida Conde disse...

Não é nada? Acho que depende do conceito de cada um. Então qualquer dia escolhemos o roubo como profissão e criamos o sindicatos dos ladrões, carteiristas de Cabo Verde!

Tenho alergia à politica do deixa andar...

Ludgero disse...

é um facto que estas coisas devem revoltar...
é uma realidade totalmente diferente, não é?